fbpx

Quais são as 7 tendências do setor moveleiro? Confira aqui.

De acordo com pesquisas do DEPEC-BRADESCO, o Brasil é o quarto maior consumidor de mobiliário do mundo. Além disso, estamos em terceiro lugar no ranking de exportadores — ou seja, tanto o mercado interno quanto o externo estão bem aquecidos no setor moveleiro.

É bom dizer, que todo esse cenário tem passado por diversas transformações nos últimos anos. Apesar de o setor ter se recuperado rapidamente após a crise, é preciso investir em novas tendências para aproveitar esse reaquecimento e otimizar os resultados de vendas.

É em momentos como esse, que as empresas criam novas estratégias para aumentar o seu faturamento.

Novos conceitos, tendências e inovação nos ambientes são formas de reformular produtos e gerar mais reconhecimento para a marca. Então, para lhe ajudar, reunimos neste artigo as principais tendências do mobiliário para 2020. Ficou interessado? Acompanhe a leitura para conferir!

1. Cores mais vivas

Durante muitos anos, a decoração de interiores priorizou os tons mais sóbrios e pastéis nos ambientes corporativos, além de formas retas em suas composições. No entanto, com as alterações nos modos de trabalho, esse cenário também mudou.

A fim de criar ambientes mais humanizados e personalizados, a arquitetura e decoração de interiores criaram alternativas para tornar os espaços mais acolhedores. Uma forte tendência é utilizar cores vivas para compor os ambientes. Apesar de o bege, o branco e o preto permanecerem na paleta de cores, o azul, o amarelo e o vermelho estão sendo cada vez mais aplicados em mesas, cadeiras ou revestimentos, entre outras peças.

Além disso, as cores da empresa são aplicadas no ambiente, considerado a atuação em seu mercado e a mensagem que deseja passar dentro do seu setor.

tendências do setor moveleiro

2. Estilo retrô

O estilo retrô é composto por peças modernas que fazem releitura de itens do passado. Em outras palavras, a sua inspiração está no passado, mas o design é novo, totalmente contemporâneo. Um bom exemplo está no uso das cores como o laranja e o vinho, por exemplo, que estavam em alta durante os anos 80 e 90.

Mas suas mudanças vão além disso, incluindo formas e reincorporando curvas e ângulos mais ousados.

tendências do setor moveleiro

3. Design orgânico

Por falar em curvas, o design orgânico também estará em alta nos próximos anos. O mobiliário busca se adequar aos ambientes de forma harmônica, utilizando as curvas para trazer mais suavidade e tornando o local mais agradável. De acordo com essa tendência, elementos pontiagudos e ângulos retos devem ser evitados, pois transmitem ideia de tensão – existem pesquisas que mostram como essa alegação faz sentido.

tendências do setor moveleiro

4. Design biofílico

O design biofílico também tem ganho destaque no setor moveleiro nos últimos meses, à medida que estudos sobre o bem-estar no trabalho mostram como a inclusão de plantas na decoração pode aumentar a satisfação e a produtividade dos colaboradores.

Inserir plantas, jardins verticais ou mesmo materiais que remetam ao natural podem ajudar as pessoas a sofrerem menos com a pressão corporativa. Além disso, os metais trabalhados em formas mais orgânicas também apresentam um efeito bastante positivo, bem como a inclusão de áreas abertas com ar fresco e iluminação natural nos espaços corporativos. Afinal, segundo o Relatório dos Espaços Humanos publicado em 2015, a ausência de uma região com vista livre aumentava os níveis de estresse dos participantes.

tendências do setor moveleiro

5. Mobiliário multifuncional

Uma das maiores transformações de comportamento no mercado atual diz respeito ao trabalho colaborativo, que ganha cada vez mais espaço nas empresas.

Por isso é importante considerar as diversas formas de trabalho, e incluir no ambiente soluções que valorizem as pessoas e seu bem-estar.

Considerar mesas, estações de trabalho além de áreas de descompressão compartilhada é essencial, pois permite a interação entre os colaboradores, além da facilitar a troca de informações e permitir resolução de problemas com maior rapidez.

Para isso, o mobiliário multifuncional pode ser uma solução, pois além de permitir a configuração desses espaços, pode ser facilmente ajustado para atender ambientes com outras finalidades ou mesmo acomodar novos integrantes.

tendências do setor moveleiro

6. Espaços de convivência

Até a década passada, as interações entre os colaboradores no trabalho eram vistas como distrações. Hoje, no entanto, a gestão de RH contemporânea possui uma visão distinta.

Essas interações passaram a ser vistas como benéficas, como uma fonte de ideias, formas de solucionar problemas e também de aliviar a tensão. Assim a criação de espaços de convivência se torna uma forma de restabelecer a atenção e o foco.

A ideia de que essas salas se tornariam uma forma de escapar das tarefas é totalmente equivocada. Na maioria das vezes, o senso de responsabilidade e a autonomia que lhes é dada, faz com que utilizem esses espaços de descompressão somente em momentos que estiverem realmente precisando relaxar por alguns minutos. Em outras palavras, a sociabilidade se tornou importante ferramenta para aumentar a produtividade dentro das empresas.

Para criar um bom espaço de convivência e descompressão é preciso planejar o ambiente e escolher mobiliários como sofás, poltronas e mesas amplas, que trazem conforto e bem-estar, e permitem a interação.

7. Sustentabilidade

Uma empresa preocupada com o meio ambiente e sua influência sobre ele, tende a conquistar mais clientes. Afinal, a preservação se tornou um valor prioritário e muito valorizado, principalmente pelas novas gerações.

Em relação ao setor moveleiro, essa preocupação se traduz em tendências como:

  • utilização de materiais recicláveis, como o poliuretano, o aço, o alumínio e o polipropileno;
  • emprego de processos de fabricação limpos, sem a produção de agressores ambientais;
  • uso de peças duráveis, o que evita trocas frequentes.

Dessa forma, é possível reduzir o consumo de produtos que levam à exploração de recursos naturais não-renováveis e seu impacto sobre o ambiente, e ainda conquistar certificações de sustentabilidade importantes para destacar o negócio no mercado.

Enfim, essas tendências estarão em destaque no setor moveleiro em 2020. As empresas estão passando por mudanças significativas em suas operações, e o mobiliário deve acompanhá-las. Isso exige um esforço em fomentar a inovação, criar e implementar processos, entre outros desafios importantes. Lembre-se disso!

Agora, se gostou desta leitura, que tal continuar recebendo os melhores conteúdos sobre decoração e mobiliário para escritórios? Basta assinar a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *