fbpx

Qual a importância e como fazer uma boa gestão de fornecedores

gestão de fornecedores

Fazer a gestão de fornecedores é imprescindível para alcançar um bom posicionamento no mercado. Afinal, os processos operacionais e táticos de toda a cadeia de suprimentos dependem desse relacionamento.

Nesse sentido, fomentar um bom relacionamento e gerenciar a relação de forma estratégica melhora os custos, o fluxo de caixa, o faturamento, a experiência que sua empresa oferece ao cliente, entre outros pontos importantes para a saúde da sua loja de móveis. Por esse motivo, deve ser vista como uma das prioridades para o seu negócio. Quer entender melhor? Acompanhe!

Como fazer uma boa gestão de fornecedores?

Para atingir esse objetivo, algumas medidas relativamente simples devem ser tomadas – geralmente envolvem o registro, o planejamento, a avaliação e o monitoramento dos fornecedores. Veja!

Estabelecer uma política de prestação de serviços

O sucesso de qualquer gestão depende de um conjunto de práticas e ações conhecido como governança. Esse conceito é aplicado em todas as empresas bem-sucedidas e se refere à criação de políticas corporativas para os assuntos prioritários, como segurança dos dados, relacionamento com o cliente, recursos humanos, entre outros.

Nesse sentido, não há dúvidas de que é preciso estabelecer uma política de prestação de serviços e fornecimento de insumos. Afinal, esses pontos determinam o sucesso de várias estratégias e operações, como a escalabilidade da cadeia produtiva, a otimização da eficiência dos gastos, o cumprimento de contratos, a pontualidade das entregas, entre outros.

Nessa política, devem constar táticas e estratégias capazes de melhorar o seu posicionamento no mercado, como:

  • missões, metas e objetivos da gestão de fornecedores;
  • informações estratégicas para o cadastro de fornecedores;
  • indicadores e métricas de avaliação da qualidade e do desempenho do serviço e dos produtos entregues pelos fornecedores;
  • pré-requisitos para os sistemas e aplicações de gestão da cadeia de suprimentos;
  • critérios de inclusão e exclusão de fornecedores;
  • calendário de avaliações e relatórios periódicos, entre outros.

Os negócios precisam começar a ver a gestão de fornecedores como um diferencial competitivo para o negócio. Por meio dessas ações é possível entregar o que seus clientes desejam e oferecer uma boa experiência, com entregas rápidas, preços competitivos e estoque escalável.

Criar um SLA

Uma das ferramentas mais úteis na gestão de fornecedores é o Acordo de Nível de Serviço — mais conhecido como SLA, do termo inglês em inglês Service Level Agreement. O SLA é um documento que pode ser anexo ou complementar ao contrato de prestação de serviços ou de compra e venda. Nele, os principais pontos para uma relação saudável entre fornecedor e uma empresa são estabelecidos.

Com isso, ambas as partes têm documentados o escopo e as expectativas daquela parceria. Por esse motivo, todo o SLA deverá conter os seguintes itens:

Tipo de serviço prestado

É um detalhamento bem profundo dos principais serviços que serão prestados e todos os adicionais, a fim de garantir uma experiência adequada, como atendimento ao cliente, manutenção e suporte técnico.

Nível de desempenho esperado

Aqui, são estabelecidos os critérios ideais de um serviço, como o tempo de resposta após uma solicitação. Além disso, como falhas e interrupções são naturais em um processo ou uma relação, também são inseridas as condições de tolerância para essas ocorrências.

Relatório de processo de monitoramento e de nível de serviço

O grande diferencial do SLA é que ele determina um acompanhamento rotineiro do desempenho dos fornecedores de formas quantitativas e qualitativas. Esse conjunto de estatísticas, indicadores e avaliações são compartilhados entre as duas partes e servem como base para a melhoria contínua da relação.

Etapas para relato de um problema com o serviço

São todos os processos que o cliente tem que seguir para reportar alguma falha ou insatisfação ao fornecedor. Em contrapartida, define também os prazos para análise e resolução das demandas.

Repercussões do descumprimento de compromissos

Como o SLA tem força contratual, as partes podem estabelecer todas as consequências determinadas no Código Civil Brasileiro para os casos de descumprimento de cláusulas. Elas podem envolver multa, reembolso, rescisão contratual etc.

Compartilhar informações relevantes

A falta de comunicação entre o fornecedor e sua empresa pode gerar diversos problemas. Afinal, você faz um planejamento a partir da negociação de prazos, valores e escopo. A partir deles, planeja as operações, prepara sua rede logística e estabelece compromissos com clientes. Qualquer alteração nos planos precisa ser comunicada o quanto antes.

Desse modo, é possível reformular os processos planejados e conversar com o cliente sobre qualquer modificação em algum ponto do projeto. Com o advento das redes sociais e da comunicação instantânea, muitas pessoas valorizam a atualização, em tempo real, dos andamento do processo.

Nesse sentido, há pontos cuja comunicação facilita as tarefas de planejamento e de monitoramento da gestão de fornecedores, como:

  • autorização de pagamento;
  • geração de notas fiscais;
  • status da produção;
  • envio de remessas;
  • status na transportadora;
  • recebimento do produto, entre outros.

Portanto, uma boa gestão de fornecedores é feita com essa troca de informações relevantes. Para isso, é preciso encontrar parceiros que veem a importância desse valor.

Fornecer Feedbacks

Os feedbacks auxiliam os fornecedores a compreender os pontos do serviço que precisam ser mantidos, otimizados ou eliminados. Esse retorno deve ser dado tanto para as características que o agradaram quanto para as que trouxeram insatisfação. Ele deve ser oferecido de forma clara e objetiva, sem nenhuma parcialidade na análise, a fim de promover a mudança.

Qual a importância de escolher fornecedores comprometidos?

Todas essas medidas que mencionamos requerem que o fornecedor que esteja disposto a construir um relacionamento com sua empresa. Vão além de oferecer um produto/serviço; ele vende uma experiência para que ambos tenham muito sucesso no mercado e possam conquistar objetivos cada vez mais altos.

Para isso, alguns pontos são essenciais e devem ser avaliados por você, como:

  • diversidade de canais de comunicação, com um atendimento ágil e atencioso;
  • política de relacionamento com o cliente bem definida;
  • boa capacidade logística;
  • comprometimento com os acordos e prazos;
  • primor pela excelência de serviços e produtos.

Portanto, a gestão de fornecedores permite que você selecione aqueles parceiros mais comprometidos com a qualidade total do serviço e com o seu negócio. Desse modo, é possível manter um relacionamento de longo prazo, que beneficia as duas partes.

Quer conhecer os diferenciais na Frisokar em sua relação com os clientes? Então, não deixe de entrar em contato com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *