fbpx
dicas de distanciamento social dicas de distanciamento social

3 dicas de distanciamento social para um local de trabalho seguro

7 minutos para ler

Mais de um ano depois, a pandemia continua e os impactos que atingiram a vida profissional e a vida social de todos nós também. Embora o isolamento social ainda seja a medida preventiva de saúde mais recomendada, os ambientes de trabalho se adaptaram ao que chamamos agora de “novo normal” de diferentes maneiras.

Houve empresas que decidiram adotar o regime home office — que, inclusive, tem grandes chances de permanecer de forma definitiva mesmo após o período pandêmico —, mantendo os seus profissionais desempenhando as suas atribuições de casa. No entanto, há outras em que as interações sociais são inevitáveis para a manutenção da operação do empreendimento.

Além disso, ainda há aqueles negócios que, inicialmente, aderiram ao trabalho remoto, mas que, aos poucos, já vêm retomando as atividades presenciais. Fato é que todos eles precisaram encarar desafios e uma desconhecida realidade a fim de manter “as portas abertas”. Este conteúdo, porém, vai focar os dois últimos casos, trazendo dicas de distanciamento social fundamentais a serem colocadas em prática nos espaços laborais para a preservação da saúde dos trabalhadores. Continue a leitura e saiba como você, revendedor do setor moveleiro, pode orientar o seu público quanto à adoção dessas ações.

O que pode ser compreendido como distanciamento social e qual é a sua real importância no atual cenário?

O “distanciamento social” foi o nome dado a uma das medidas de maior relevância com a finalidade de impedir a propagação da COVID-19 e o seu maior propósito é estabelecer limites para o contato físico entre os indivíduos. Atualmente, isso significa manter uma distância mínima entre pessoas de domicílios distintos — entretanto, vale ressaltar que a distância de três metros é vista como a ideal.

Além disso, essa recomendação envolve evitar espaços lotados, com aglomerações de pessoas, e também de interações sociais anteriormente comuns, como apertos de mão e abraços.

A verdade é que a doença provocada pelo novo coronavírus é algo novo e os próprios cientistas ainda vêm aprendendo mais sobre ela, descobrindo novas peculiaridades Entretanto, algo que já é sabido é que uma das principais formas de transmissão do vírus se dá por meio da inalação de gotículas microscópicas — daí a importância do distanciamento social e, consequentemente, de garantir a segurança dos colaboradores e estruturação de ambientes de trabalho mais seguros.

Quais são as melhores dicas de distanciamento social a serem implementadas em um ambiente de trabalho?

Sejam espaços de coworking, sejam escritórios convencionais, sejam lojas, entre outros empreendimentos dos mais diversos nichos, algumas dicas de distanciamento social devem ser observadas para zelar pela saúde do quadro de pessoal.

Entretanto, é compreensível que os gestores responsáveis pelas modificações a serem feitas no negócio não saibam bem por onde começar e no que investir em termos de móveis corporativos para garantir a segurança dos profissionais que ali atuam. É aí que você entra e tem a chance de se destacar das demais unidades de revenda do nicho, indo além do papel de um mero vendedor e auxiliando o seu público com sugestões que possam ser implementadas sem demandar grandes reformas ou alterações na estrutura.

1. Sugira o reposicionamento das estações de trabalho

O primeiro ponto que você poderá abordar com o cliente é a possibilidade de reposicionamento das estações de trabalho com o intuito de garantir uma distância segura entre os profissionais. Isso porque, em outros tempos, era muito comum que os escritórios fossem mais compactos e, em consequência disso, havia uma grande proximidade entre as mesas. Entretanto, no presente momento, a modificação desse modelo de layout é algo imperativo.

Desse modo, oriente-o a rever o arranjo de todo o mobiliário, considerando que pode haver a necessidade de fazer algumas substituições, por exemplo, se o tamanho do local e o (grande) porte dos móveis não possibilitarem a manutenção de um espaçamento maior entre os trabalhadores. No entanto, se esse for o caso, esclareça que isso não necessariamente precisa ser visto de modo negativo em razão da necessidade de investir maiores recursos.

É possível, por exemplo, aproveitar a oportunidade para apostar em um mobiliário mais contemporâneo, multifuncional, que poderá não apenas garantir mais espaço livre entre as estações de trabalho, mas também otimizar a produtividade dos funcionários, servindo a diferentes atividades.

Outro ponto igualmente válido é verificar se não é o momento de adquirir cadeiras mais modernas, que atendam às exigências ergonômicas da NR (Norma Regulamentadora) 17 e que tenham recursos que também possam contribuir para um melhor rendimento do quadro de pessoal, como rodízios, que facilitam a mobilidade e evitam que os trabalhadores precisem sentar-se e levantar-se constantemente, o que pode acabar por ser até um fator de distração.

2. Oriente-o a investir na utilização de barreiras físicas

Levando em consideração a necessidade de manter o distanciamento social entre os profissionais que estão alocados no espaço de trabalho, uma boa alternativa é sugerir ao gestor o investimento em móveis

que funcionem como barreiras físicas de proteção, em placas ou até em divisórias de materiais de qualidade.

Para tanto, procure manter no seu catálogo um mix de produtos que apresente grande variedade, a fim de possibilitar que o responsável pelas mudanças no ambiente laboral possa optar por aqueles que têm mais a ver com a identidade da empresa e com a cultura organizacional — ter bons fornecedores, nesse caso, é primordial.

Outra boa opção é apostar na alternância de assentos, demarcando aqueles locais que deverão permanecer desocupados, e com a consideração não apenas do distanciamento lateral, mas também daquele necessário entre as fileiras. Ademais, quando o lugar for ocupado por trabalhadores ou por frequentadores que permanecem parte do tempo em pé, é fundamental que a empresa faça uma demarcação no chão, utilizando fitas de sinalização, de modo a informar visualmente a todos qual é a distância segura a ser mantida entre eles.

Mais uma vez, vá além do papel de vendedor e mostre-se um parceiro do seu cliente na busca pelas melhores soluções. Tenha certeza de que isso será um diferencial e tanto, tornando o seu estabelecimento uma referência dentre os demais do segmento mobiliário.

3. Recomende a alternância dos horários de entrada e de saída do quadro de pessoal

Por fim, mas não menos importante, você pode recomendar que o seu cliente implemente horários diferenciados no ambiente de trabalho, tanto para a entrada quanto para a saída dos colaboradores. Com os profissionais atuando em turnos distintos — por exemplo, um grupo pode trabalhar presencialmente pela manhã e no regime remoto durante a tarde e vice-versa —, será viável diminuir o número de pessoas dentro de um espaço fechado, o que facilitará a manutenção do distanciamento entre elas e diminuirá as chances de promover aglomerações nas pausas para o café, nos refeitórios (se aplicável), nas salas de reunião etc.

Como visto, embora o cenário atual permaneça bastante delicado, com a adoção cautelosa de algumas dicas de distanciamento social, é possível retomar atividades que já não mais comportem a modalidade home office (em tempo integral, pelo menos), zelando pela saúde de todos os trabalhadores. Sendo assim, atue como um parceiro do seu público na busca de soluções que possam tornar essa realidade viável, apresentando uma boa variedade de produtos que servirão a esse fim e sugerindo algumas modificações no layout que facilitarão o processo.

Agora que você já conferiu algumas das principais dicas para preservar a saúde dos profissionais que atuam nas empresas que compõem o seu público-alvo durante este momento pandêmico, que tal conferir o nosso post sobre como aumentar os níveis de produtividade no escritório?

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.